Mostrando postagens com marcador fotos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fotos. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Esta vida de fotógrafo deve cansar...

To curioso
pra saber
porque
ela gosta
tanto assim
desta
caixinha...














- Poxa...faz meia hora que ela tá me contando... É interessante, tô entendendo o amor dela por isto,mas...

- Não aguentei....

- Mas, tô tomando conta...esta é minha, ninguém tasca!

fotos/texto:Vera Alvarenga



terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

...e o mundo continua lindo.

Sabemos que há paisagens destruídas por guerras de todo tipo... mas ainda há beleza, e amor e equilíbrio... e assim, quando a vida pode seguir seu curso naturalmente sem ser violentada...  o mundo continua lindo.

domingo, 26 de janeiro de 2014

Aceita mais um convite meu?

Horto Florestal- São Paulo - Brasil
 Vem meu querido! é sim, mais um convite meu
põe um sorriso nessa sua cara
e aquela bermuda e sapato confortáveis e...vem comigo!
Ah sim, vamos sair um pouco...
eu sei, é tão confortável  no nosso canto mas...
 Vale a pena... eu te garanto!
e prometo, vamos andando devagar
Como se não tivéssemos horário,
livres do tempo, dos compromissos
e como se não tivéssemos crianças pra cuidar...
 E afinal, é isto mesmo, os ninhos estão vazios
que fazer, se não aproveitar?

para relaxar... ver o mundo com outros olhos
olhos de quem quer apenas se encantar?
 Vem querido, pois que a alegre amizade é o que mais deve nos unir agora,
antes que a vida se perca em tantos gestos sem sentido,
e escorra patética em individual solidão e entre os dedos do tempo
como areia que leva, para o fundo do mar, nossa alegria,
vamos sentar neste banco e conversar... ou apenas nos deixar ficar...
 Sinto-me tão livre e tão eu, que até me arrepio de prazer
quando estou assim, neste meu ócio dignificado
por tantos anos de trabalho - um premio justificado!
Contudo, estar aqui sozinha, não seria o mesmo
porque tenho este impulso de compartilhar...
e de levar comigo pra onde vou, esta ânsia de amar.
Aceita meu convite então, e vem !
Andemos mais um pouco...ah! espere aí!
Já sei! queres conversar com as pessoas...pois que o faça!
enquanto vou ali um minuto...preciso fotografar!
E se você pensa que as fotos
estarão mais vívidas do que o próprio lugar...
é porque a realidade também se interpreta,
e a vida está também nos olhos de quem a vê...
 Concordo com você, meu amigo...mas é pura mágica...
quando somos capazes de amor,ainda pulsa o desejo por viver,
e tal magia se faz singela e natural como um riso de criança
que naturalmente anseia por ser feliz - é só se entregar!
como a gente gosta de se entregar ao que nos daria prazer...
como beber juntos aquela cerveja bem gelada...
mas, para o adulto, é sempre uma opção do coração
- um modo de não se entregar a cinzenta ausência de cor,
uma maneira que escolhemos de olhar
a vida, os mesmos lugares, o mesmo caminhar...
Fotos e texto:Vera Alvarenga

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Fotos da Exposição de Máscaras e Esculturas de Paraty.

Então, aqui estão outras Fotos da minha Exposição de Máscaras/Fotos e Esculturas em Paraty.
Como disse no post anterior, foi intenso este trabalho.O salão de cima da Casa de Cultura de Paraty estava à minha disposição. Eu tive a idéia de fazer o "quarto escuro" e Diuner, Themilton e uma pequena equipe me garantiram que fariam esta montagem. Os desenhos, esculturas, Máscaras , cipó, galhos secos e folhas para simbolizar a Mata Viva...seria por minha conta.
Foi uma experiência maravilhosa.
















Fotos Vera Alvarenga

quarta-feira, 13 de março de 2013

terça-feira, 12 de março de 2013

Um novo visitante...

 A primeira vez que o vi fiquei
surpresa e maravilhada.
 Tão lindo, deve ser uma Saíra... e
aqui, solto no meu terraço!

 Por uma semana ele nos visitou...

 Não voltou mais... o que terá acontecido com ele?

  De qualquer modo, adorei a visita.


Texto e foto:Vera Alvarenga

sábado, 9 de março de 2013

Um vídeo inspirador com belíssimas imagens

Já falei aqui no blog, como sou grata por poder enxergar detalhes da natureza e que, ao me aproximar em silêncio do belo nela, foi quando me senti mais próxima a algo infinitamente maior do que nós - Deus.
A beleza que há nos movimentos e cores da vida nos surpreende e sensibiliza. Isto nos relembra o sentimento de amor e gratidão. Por vezes, me senti inadequada, desconfortável com o grau de sensibilidade que experimento. É diferente para cada um dos "tipos" de pessoa a que podemos pertencer...
Adoro ver, nas minhas fotos, apenas aqueles detalhes em destaque, abstraídos de tudo o mais. E certa  inadequação se deve, naturalmente, a dificuldade que encontramos de conciliar o que sentimos com o que é possível viver no dia a dia e, mais ainda, diante das pessoas com as quais convivemos ou que nos julgam, diante de nossos próprios limites na coragem de demonstrar o que sentimos e do próprio mundo que, esta aí em toda a sua concretude e, em seu movimento constante,exige de nós uma tomada de posição a cada momento.
Encontrei este vídeo no FACE de uma amiga, que pegou de outra, que pegou no Youtube.

Vale a pena ver e nos relembrar dos sentimentos que, se mostram nossas fragilidades, também são os mais nobres que acompanham nossa humanidade. O autor, de maneira magnífica, sabe dividir conosco seu modo de viver a vida... e dividindo, compartilhando ele multiplica, fortalece... Lindo,lindo! é como uma oração...
Texto:Vera
Vídeo: Youtube

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

A árvore, a mulher e o menino...

Havia uma árvore ali em algum lugar. A mulher passava e não a viu, mas viu o carro. E nele estava a árvore, nua como ela, e também as suas pétalas que antes a enfeitavam... 
O carro estava lindo! E ela teve uma idéia. Inspirada por aquela imagem (seria uma simples ilusão como aquelas sombras na caverna?) criou uma realidade. E escreveu o rascunho de um livro que chegou às mãos de um menino triste. Ele folheou as páginas de papel feito de árvores, e leu as palavras que falavam daquela outra que havia em algum lugar. Sorriu.
Um dia o menino, que já sabia sorrir, criou sua própria realidade, cresceu e conheceu outros lugares no mundo. O mundo era bem maior do que aquela rua onde havia aquela árvore em algum lugar, e onde nasceu uma idéia, graças a uma ilusória imagem. O menino, que voltou homem feito, cheio de idéias e ilusões, falou a 12 meninos tristes sôbre aquela história..... e.....

 Crônica fotográfica: Vera Alvarenga.

sábado, 25 de agosto de 2012

Lançamento do livro: Eu conto...nós contamos!

 Sorocaba - Lançamento do livro de Contos do
2º Prêmio Jornal Cruzeiro do Sul de Literatura-
Jornal Cruzeiro do Sul e Fundação Ubaldino do Amaral.
20hs. 6ª feira do dia 24 agosto 2012.

Na foto ao lado, com José Carlos Fineis, consultor
editorial do jornal.

Nome do meu conto:
" Como uma bola de meia".


São 20 autores selecionados no concurso que ocorreu em 2011, com inscrições para várias cidades ao entorno de Sorocaba e onde o Jornal Cruzeiro do Sul é distribuído. Eu fui uma delas, o que foi,para mim,
motivo de satisfação e alegria.



Aqui com Gabriela, da equipe, que fez a diagramação.








Novamente com Fineis, quando ele me entregava a caixa com os livros que recebemos como prêmio.

E abaixo, fotos com outros autores.
Foi uma oportunidade maravilhosa em que tive a chance de participar e a alegria de ter meu conto selecionado e publicado nesta coletânea muito
caprichada....
Alegres momentos de realização pessoal.







Compartilhe com...