terça-feira, 29 de outubro de 2013

Você está nos vendo ou apenas nos confunde com o todo?

Quantas Maritacas você vê nesta Amoreira que fotografei?
 Na verdade tinham muitas!!! Mas bem visíveis... presta bem atenção...quantas são?
Foto tirada em Votorantim-SP- : Vera Alvarenga

Será uma Saíra Turquesa?

Não sei qual teu nome exato, mas quando meu olhar passou por ti no meio de todo aquele verde igual,
mesmo estando longe, chamou-me a atenção... não sei exatamente "quem"  tu és, mas vi tua beleza...


Fotos: Vera Alvarenga

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Fotos da Exposição de Máscaras e Esculturas de Paraty.

Então, aqui estão outras Fotos da minha Exposição de Máscaras/Fotos e Esculturas em Paraty.
Como disse no post anterior, foi intenso este trabalho.O salão de cima da Casa de Cultura de Paraty estava à minha disposição. Eu tive a idéia de fazer o "quarto escuro" e Diuner, Themilton e uma pequena equipe me garantiram que fariam esta montagem. Os desenhos, esculturas, Máscaras , cipó, galhos secos e folhas para simbolizar a Mata Viva...seria por minha conta.
Foi uma experiência maravilhosa.
















Fotos Vera Alvarenga

sábado, 26 de outubro de 2013

Convido-os para minha Exposição de Máscaras...

Então, querem fazer uma viagem no tempo e vir comigo até Paraty?
1992 - minha exposição de Máscaras na Casa da Cultura.
Eu fiz o convite com aquarelado...catei as folhas secas, cipó, pedras...foi muito bom!

Meu marido estava com alguns projetos lá e eu, então, bolei esta exposição. Convidei-o também a participar com as 3 máscaras do folclore que ele tinha feito. Tinham máscaras e fotos, algumas poucas esculturas também.Máscaras do Folclore, dos Orixás, a Máscara do Rio ( que vomitava dejetos e a sujeira...rs..), e muitas outras.
O pessoal da Casa da Cultura se entusiasmou e com sua equipe, Temilton e o Diuner me ajudaram muito! Montaram até " o quarto escuro" que eu imaginava... Foi muito bom lembrar...
Nesta 1ª parte vou mostrar-lhes apenas o quarto escuro...rs...algo bem "moderno" para aquele tempo...rs...
(não ficarei triste se não gostarem, este tipo de coisa não agrada mesmo a todos os gostos...rs...
Mas na 2ª parte, garanto que tem coisas bonitas...rs....Ah! teve até um coral! e muitos turistas além dos alunos de lá e...claro de vocês!

Então, vamos lá! Logo na entrada do quarto escuro com as 6 esculturas havia um texto. Você ia andando, via as esculturas uma a uma e voltava, mas na volta as esculturas tinham, quase todas, um outro nome. É só clicar nas fotos que elas ampliam:
Vou colocar aqui as esculturas do fim para o começo, na viagem de volta do "LOUCO" (que somos quase todos nós) pois é uma mensagem com esperança...ao contrário de quando víamos as esculturas desde o início até quando a vida nos deixa loucos...rs...não se ofenda, eu disse que somos "quase" todos loucos.
1. A Loucura com seu EU dividido, que se transforma...no Louco:
2. Aprisionado ( bem, esta fica assim mesmo na ida ou na volta!...rs...

   3. A, por vezes doce, "Gaiola Dourada" que se transforma em "Prisão". Mas se o Louco acha um jeito de romper as correntes...rs...
4. Quando a cara cai - só pode cair se e quando percebemos tudo!, mas o LOUCO cheio de esperança muda as coisas e a usa como um gesto de sair "Buscando o EU"
5. O Palco da Vida ( adorei esta escultura- eram duas mulheres - a velha segurando na mão a lembrança de sua juventude...rs...Ui, quando eu fiz este trabalho eu era jovem...agora já estou nessa! E, refletido no espelho, a jovem mulher segurando uma máscara dela mesma mais bonita, ou maquiada, ou enfeitada para ser aceita e amada): O louco, claro se ele conseguiu romper as correntes, volta para o palco da vida e compreende a necessidade de suas máscaras, no bom sentido, claro ( já sei que muita gente vai dizer que não usa máscaras e vai se ofender e sei mais o que...mas cara! amigo/amiga, se quiser você pode ser aquele/a que é perfeito,  não tem rosto, ou tem um só, sempre e sempre, e sempre o mesmo jeito congelado de ser. Não quero ofender ninguém aqui!...rs...)
Outra vez só pra lembrar que a gente não foge do Palco da Vida...rs... e simplesmente porque é natural nos adaptarmos a diferentes situações, tentarmos trabalhar nossa personalidade e tentarmos não nos acomodar apenas aquilo que gostaríamos de ser, porque então seríamos sempre iguais, e sozinhos, se não levássemos os outros em consideração...

E, finalmente, o Útero/ Casulo...alguns chamam de "zona de conforto"... onde os loucos como EU, precisam se refugiar para digerir as coisas, sofrer as transformações necessárias, e muitas vezes MORRER, para poder RENASCER, como Fenix!! 


Então é isso!
Em outro post eu coloca as mais bonitinhas...rs...
Beijos aos amigos que vierem me visitar em minha exposição de alma, digo, de MÁSCARAS!!
Amo máscaras. É uma de minhas poucas, mas totalmente envolventes paixões!
Ah! que saudade me deu daqueles dias, daquele trabalho que, afinal de contas, serviu de incentivo para muitos outros e muitas outras exposições. Que pessoal legal aquele. Eles me compreenderam muito bem e foi ótimo trabalhar com eles! 

FOTOS E TEXTO: VERA ALVARENGA.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Lenine - Paciência Acústico


Será que temos este tempo pra perder.....  mas a vida é tão rara....
Beleza de música!  

Será que ele vai voltar?

Este é o pica-pau que eu conhecia e de vez em quando vem tomar café comigo.
 A gente pensa que já conhece tudo que nos cerca...
E então o outro apareceu, não sei de onde veio, diferente de todos os que eu já vira...
E tão rápido, e pouco tempo ficou, que mal tive tempo de vê-lo com nitidez. Mas ainda vou poder vê-lo mais perto quando ele deixar de ser tão arisco que o abrir de uma janela já o espante.
Será que vai voltar e deixar que eu me aproxime?
Vejam só como tem a crista toda vermelha e não tem as pintas brancas nas asas...

fotos:Vera Alvarenga

A natureza de cada um de nós...


Os princípios e crenças que me fizeram prender-me firmemente ao solo que me era fértil, 
são os mesmos que me deram forças para lutar e permanecer quando os ventos eram fortes...
para proteger meus brotos e os que se aconchegavam a mim, do temporal que por vezes nos ameaça.. 

                                 Mas são eles que me fazem também desejar subir em direção ao céu
                                e voar com meus pássaros em suas asas e tocar o que é mais divino...
                                  Como podes pensar, minha amiga, que posso separar-me do que me faz inteira
e que são as coisas em que acredito e me motivaram até agora, como posso deixar de ser amorosa apenas por conveniência de alguém que não sou eu ou aquilo que eu julgava defender, como podes pensar que posso impedir a mim mesma de, por estas mesmas crenças, sonhar?

fotos e texto: Vera Alvarenga

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Mãe dando comida para filhotes...

 Mãe dando comida para os filhotes...

Êpa, errei de foto, embora o assunto seja o mesmo...rs...
Só faltou o Roberto e as noras...( mas pensei em vocês)
Foi uma noite agradável por muitos motivos, e o peixe ao molho de alcaparras no forno estava ótimo! (acertei no tempero! não tenho mais o hábito de cozinhar, mas ficou uma delícia!)
Alguém está servido/a?

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Raízes...

 
Às vezes, sinto-me tão antiga e com as raízes tão presas ao solo, que esqueço de minhas asas, ou porque não as tenha mais, ou porque nunca as tenha tido...
Será que as asas de meu pensamento eram apenas as daqueles pássaros que passaram por mim?

Não sei ... não sei...

Em que ser maravilhoso eu poderia me transformar se conseguisse voar até encontrar solo fértil onde minhas raízes fossem aéreas e eu me sentisse livre para me fazer cativa apenas da alegria e do amor?

foto e texto: Vera Alvarenga.

sábado, 19 de outubro de 2013

Viemos para o café...

 Nós também viemos para o café...
 mas aquele Sabiá Laranjeira está se julgando o dono do pedaço e espanta os outros convidados!

Fotos: Vera Alvarenga

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Chegando para o café

 
Vim para o café...
Eu também...
- Então tá... E você, não vem?

Fotos: Vera Alvarenga

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Anjos...


- Amor...
- Diga, anjo...
- Você não acredita em anjos, não é?
- Claro! por que não?! De vez em quando encontro algum por aí. Alguns são safadinhos..rs...
- Outros são muito humanos!
- E daí? Tem seus momentos angelicais. Mesmo assim, ainda creio nos divinos.

Foto: Vera Alvarenga

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Você é uma graça!


Só porque te vi
pousar por um momento aqui...
de repente, uma saudade louca
de você!
Pudera! você é uma graça...
que enfeita minha vida.
foto/texto: Vera Alvarenga

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Em transformação....


 São bolhas de sabão...
- " Não, não é isto não!
    Olhe bem de perto"...
Duvido que eu não esteja certo!
-" Teu olhar não me vê,
   apenas desconfia"...
Do que se trata então?
- " De um segredo meu...
    trata-se de mim,
    que me protejo assim
    quando em transformação"...
E quando te transformas?
- " Sempre que algo me toca,
   e um pouco a cada dia"...
Texto e fotos: Vera Alvarenga

Compartilhe com...