segunda-feira, 27 de junho de 2011

Existe Sanhaço Verde?

    Como são lindos estes pássaros que vem à minha janela do escritório!

    Eles vem ao terraço onde colocamos um comedouro com frutas para eles.


   Sanhaços Azuis é o que são.







   Alguns são mais acizentados.
 
   São mansos e educados. Esperam os outros pássaros saírem, quando tem outros maiores ou de outra espécie, e depois vem.
   Eu os adoro soltos, assim.
   Na gaiola não vejo graça,nem sentido!
   Confesso que, em um viveiro grande onde possam viver seguros e em paz, acho legal, como vi no zoológico de Sorocaba.



   Este é mais tímido, mais desconfiado e arisco.

   Também o chamo de Sanhaço Dourado ou laranja.

   Como gosto de vê-los voar, em liberdade... e
mesmo assim, vir me visitar....rs......



 




 Mas, para surpresa minha, apareceu um hoje
 VERDE!

  Isto mesmo, não era Periquito, nem Papagaio...rs..

  Um Sanhaço Verde! Será possível?

  Olhem bem,na próxima foto! é verde mesmo!





Lindo, não é?
Fotos e texto : Vera Alvarenga

Festa Junina e Fogos em Votorantim



Adoro luzes de Natal, Fogos de Artifício,
Cidades iluminadas, e as que se refletem num rio...


Hoje pude ter um momento mágico
ao assistir, pela TV Votorantim
a queima de Fogos das
FESTAS JUNINAS da Cidade.





Era o final da Festa ! 
E, encerrando esta que foi a 96ª Festa Junina de Votorantim, houve esta maravilhosa queima de Fogos!          
Estão de Parabéns a Prefeitura, TV Votorantim, todos os que participaram na organização do evento, os que prestaram o serviço de segurança, os voluntários que tomaram conta das barracas beneficientes, os que fizeram a limpeza e manutenção, o povo de Votorantim que foi prestigiar, enfim, a festa foi linda!

Eu me senti feliz por ter ido por duas vezes na festa prestigiar os que lá estavam trabalhando pelo sucesso da mesma e por me divertir. Finalmente, fiquei encantada por ter podido ver, lá de onde moro, os Fogos,
um espetáculo maravilhoso que valeu a pena o relógio marcar a meia noite, para assistir.
Pena que estava chovendo um pouquinho e, desprevenida, saí sem guarda chuva, o que me impediu de tirar mais fotos, pois não queria molhar minha câmera! Da próxima vez, vou prevenida! 

E fiquei mais feliz ainda por ter assistido na TV Votorantim uma entrevista com o atual prefeito Sr. Piveta, que prometeu reformar a Praça de Eventos, o que eu espero tenha também nos planos de reforma, colocar o esgoto que sai da festa, não mais com a gordura saindo no rio Sorocaba, como pude constatar surpresa, mas
em galeria apropriada. Tenho certeza que este atual prefeito fará de tudo para que nos próximos eventos,
o rio não sofra mais e a Festa possa ser, com este problema resolvido, mais um motivo para a cidade e o povo se orgulhar. Parabéns a todos que trabalham com amor por sua cidade!
Fotos e texto : Vera Alvarenga   

sábado, 25 de junho de 2011

Festas Juninas e Rio Sorocaba

Festas Juninas de Votorantim...às margens do Rio Sorocaba...

Estou triste!
Todos sabem como adoro tirar fotos.
Quantas lindas já tirei do Rio Sorocaba, tanto na cidade de Sorocaba que tanto gosto, como na de Votorantim, onde moro e estou aprendendo a gostar.
  Me orgulhava daquele Rio,passando ali ao lado do centro de Votorantim! Que lindo era!
Mas hoje, que decepção!!
As margens do Rio Sorocaba, bem em frente da praça de eventos onde está acontecendo "a Festa Junina", estão imundas, cheias de sacolas de plástico rasgadas, copos,vidros, plásticos quebrados, tudo espalhado no meio do que antes eram só mato e folhas!

Uma surpresa desagradável! 
De repente, daqueles canos enormes de esgoto, a água suja, cheia de gordura, descendo até o rio.
 
Que sujeira!
Uma grossa camada de gordura, feito lodo, tomando conta da superfície, das raízes e entrando no rio livremente, como se fizessem parte dele, sem encontrar quem a possa conter!

E isto, meus senhores, ocorre todos os anos durante as Festas Juninas???  e outras?
Uma linda festa, com certeza,onde acontecem jogos, as luzes do Parque de Diversões encantam nossos olhos, o cheiro das guloseimas nos atraem, músicos se apresentam... mas de onde, infelizmente vem tanta sujeira e poluição, e há tanto tempo!!


Os patos, as tartarugas, as garças que costumam estar por ali, nesta hora ,tomando banho de sol...

  ...ainda bem, não estavam!

- "Que nojo! O que fazem os homens com nosso rio?"




Venho então, dar os parabéns pelos acertos e sucesso do maravilhoso evento, mas com tristeza pedir aos senhores organizadores desta linda Festa Junina, que há 96 anos acontece em Votorantim e que está ficando famosa.... que tomem providência!
URGENTE!!

Peço ao atual Prefeito, Sr. Piveta, que pense numa solução urgente para que o encanamento de esgoto da Feira (esta e outras) possa ser inserido diretamente na galeria de esgoto que já deve existir naquela avenida, não é verdade?
 Penso que, no contrato de locação de cada barraca que aproveita o evento para vender seu produto comestível, pudesse ter uma cláusula e multa para quem deixasse as sacolas de lixo em locais impróprios. A sujeira não pode ir para o rio! E a Prefeitura precisa dar condições para que isto não volte a acontecer, não é mesmo? Sei que todos se empenharam,inclusive a TV Votorantim, para o absoluto sucesso da Festa,que a cada ano melhora.
  Então,vamos melhorar nisto e acabar com este problema? Tenho esperança que sim!
  Eu, os frequentadores do Rio Sorocaba e todos os lugares por onde este lindo rio vai passar, agradeceríamos.  Eu, e todos os moradores desta cidade, poderíamos então ficar ainda mais orgulhosos destas festas que acontecem na praça de eventos de Votorantim. Com confiança, espero que o rio volte a ser feliz! Junto com o povo desta cidade hospitaleira!
Texto e fotos: Vera Alvarenga

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Crônica Fotográfica- A artista cega






Ela não era cega... mas assim estava...
era uma artista, escultora, e agora,
não enxergava um palmo à frente do nariz!










Os detalhes do que via agora...
ela os deixava nas mãos
de quem os havia criado.....

E assim, seguia tirando fotos.....macros,
pois só assim, bem de perto,
conseguia ver!


Fotos e texto : Vera Alvarenga

quinta-feira, 16 de junho de 2011

"Me apaixonei por um olhar..."

"Me apaixonei por um olhar,
por um gesto de ternura"...
assim ele cantava a canção.
Quem não conhece tal sentimento?
Quem não sabe do olhar que posto em si,
pode acordar, derreter o gelo
do inverno que o congelava?
Sei dos nossos,que pediam e davam,
compreendiam, buscavam,
e se encontraram por momentos,
se reconheceram, sem se ver,
quiseram saciar-se, sem se ter.
O resto? Foi consequência
daquilo que não se explica,
dos sonhos adormecidos
pelos desejos despertados,
de uma emoção crescente
por entregar-se inteiramente
ao mais singelo amor sonhado!                                
E do sonho, o fruto concebido,
embora não nascido, abortado,
pois carente do alimento natural,
mesmo com seus dias contados,
ainda assim,como luz aquece a alma,
com pena de saber que não pode ser real.


E a música que adoro, cantada por Oswaldo Montenegro....


Foto: retirada do Google Imagens
Poema:Vera Alvarenga

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Uma Comemoração inesquecível!

Volto aqui para lhes falar de meu aniversário! Algo especial!(para mim)
Dia 28 de maio fiz 60 anos! Uau! E no dia 27 de maio,39 anos de casados,eu e o Cesar.
É uma vida! nestes 39 anos enfrentamos batalhas,vencemos dificuldades,vivemos um grande amor, tivemos crises, sonhos realizados,aprendemos, amadurecemos...eu,principalmente tive muito a aprender, atravessar barreiras, ultrapassar limites. Temos uma história bonita.
Alguns anos se passaram em que o aniversário do Cesar era comemorado com nossos amigos,pois que era próximo do aniversário do sócio e da esposa deste. Outros, em que eu comemorava de outra maneira( coisa de mulher,não deixar passar em branco o aniversário de quem se quer bem).O meu,sendo isolado,ficava meio tímido, como eu mesma sou. Eu ficava sem graça de fazer minha própria festa! kkk......
Contudo,neste ano,2011, como em alguns poucos no passado, decidi fazer uma comemoração para mim mesma,no dia 4 de junho,afinal,eram 60 anos de vida a ser comemorados, mais o lançamento de nosso livro de poesias e também o aniversário de casamento, que não foi comemorado na semana anterior. Convidei amigos do Dihitt,amigos virtuais que eu tinha vontade de conhecer( e que se encaixavam no limite de 22 convidados que me foi dado!). Alguns não vieram por motivos importantes, mas estiveram conosco em pensamento,eu sei.
Recebi muitos presentes, além da presença das amigas!Pessoal, não sou interesseira! mas quero falar disto por dois motivos: Um ,para agradecer a linda blusa,quadros,bolo,guloseimas,especial vinho,músicas,cremes perfumados,etc..que representaram na verdade, o carinho e alegria que trocamos uns com os outros aqui.Adorei tudo! Também dei às amigas, uma lembrança de meu artesanato e um livro de poesias. Outro motivo é que quero mostrar-lhes a foto de um dos presentes, porque é o que representará este carinho todo que nos uniu nestes 3 dias de comemorações! É uma bonequinha de biscuit,que Maria mandou fazer e me trouxe - a artesã copiou uma foto que Maria Marçal deu a ela como modelo. Vejam que legal!!
Gente, esta bonequinha tem uma máquina fotográfica e está vestida como eu estava num dos domingos que fui à Praça para o show...e sempre estou com minha máquina!
Vejam a foto atrás!   Incrível Maria!
E abaixo, o vídeo com as fotos e uma música que adoro e quero oferecer com meu carinho aos amigos do coração. É uma música que tem um apelo...e que significa muito para mim,particularmente.
video
Que todos que assistirem a este vídeo possam sentir um pouco do carinho que quero compartilhar com vocês. Espero que gostem! Beijos e obrigada amigas : Valéria,Maria,Lilian,Carla, meus amigos de 42 anos de amizade Alda e Sálvio, meus filhos Robson e Lika que representaram os outros que não puderam vir ,meus netos e um especial agradecimento ao meu marido que foi super gentil com minhas convidadas, e me agradou muito com isto (assim,eu o perdoo por não termos comemorado no dia...rs......) Meu carinho a todos,por este aniversário especial. Penso que vou querer comemorar sempre, de alguma forma, com alguém, por mais uns 20 anos pela frente agora!! kkkk...... mesmo que seja com uma pessoa só que a gente gosta, com o marido/esposa, filho/a, amigo/a,nora/genro,  é preciso comemorar a vida, o amor, a saúde que ainda temos.
Não deixem de assistir ao vídeo.
Acho que vão gostar.
Eu me emociono com a música e em lembrar o carinho que podemos trocar,em gestos simples e singelos que oferecemos aos amigos ou a quem queremos bem.
E como estes gestos nos fazem bem,não é? Podem até mudar a direção de nossos caminhos! Ou iluminar nosso dia como um raio de sol, ou nosso rosto,com um sorriso, ou nossas noites,com um sonho ou um desejo a realizar... Não quero outros momentos iguais a este, ou juras de amizade eterna! Todos somos livres,inclusive para percebermos que uma de nossas escolhas é poder estar disponível para a vida, para o prazer de viver e para valorizar as pessoas certas,nos momentos certos, se assim o quisermos e,enquanto as tivermos!
Abraço carinhoso a todos.
Fotos e texto :Vera Alvarenga




terça-feira, 7 de junho de 2011

E um homem... se fez anjo.

 
E um homem... se fez anjo.
Ele estava lá, sozinho, pensando em como continuar, qual seria o próximo passo a dar.
Sentia-se desolado com a própria incapacidade de decidir sobre o rumo de algumas coisas, com sua impotência diante do imprevisível, com a impossibilidade de controlar o bem e o mal, a dor e o medo. O que poderia dizer para dar a ela um pouco de esperança, força ou fé, diante de tão grande desafio? E ela parecia tão pequena...e frágil agora, depois das primeiras, corajosas mas frustradas tentativas em busca da própria cura.
O que poderia fazer para devolver a si próprio e ao seu coração a tranquilidade dos dias que já iam longe no tempo? Aqueles dias se foram para sempre, junto com a juventude e a inocência dos que, sem pressa, pensam que o tempo lhes pertence e permitirá que as alegrias se perpetuem na vida. A vida, agora ameaçada. Não apenas a vida dela mas, igualmente a sua, em conseqüência.
Nada e ninguém era para sempre!
De cabeça baixa, no escuro da noite, deixou que algumas lágrimas rolassem de seus olhos. Sensibilizara-se por ela, mas as lágrimas eram também por sua própria história. Ninguém veria. Ali, sozinho, estava livre para chorar, sentir o assombro diante de sua insignificância. Não tinha tanto poder como imaginara. Não tinha aliás, nenhum poder . Sentiu certo alívio por desarmar de si mesmo a postura de quem nunca perdera o equilíbrio. Sentiu-se um pouco tonto. Sentou-se. Se continuasse de pé, cairia de joelhos, numa humildade que não reconhecia em si.
Respirou fundo. Entregou-se.... não mais ao sofrimento, nem ao desânimo, nem à saudade, apenas à certeza de que não podia controlar tudo. De cabeça baixa, quis orar. Não sabia quais palavras seriam as mais adequadas, então apenas as sentiu. Assim em silêncio, orou a um Deus que nem sabia como era, um Deus só seu, que talvez nem existisse, ou nunca o ouvisse...
Este Deus tinha de ser grande agora. E ele lhe pedia por inspiração. Quem o visse daquela maneira, por aquele ângulo, juraria que neste momento, de suas costas soltavam-se quase transparentes asas, que se abriam.
Após alguns minutos, respirou fundo e levantou-se, como se estivesse mais leve. Uma idéia o animou. Já sabia o que fazer... não podia controlar o presente, nem os fatos, nem o medo dela, nem curá-la, mas podia levar-lhe uma palavra, a idéia de um sonho pelo qual lutar, um sonho que a faria desejar também ter asas, algo para crer em si.
E assim, caminhou ao encontro dela, levando consigo um desejo, uma luz. Se ela não tivesse asas, este desejo certamente a sustentaria, para além de seus limites!

E assim, aquele homem foi em direção da mulher e como um pássaro ou anjo, e sustentado por uma lembrança sentiu-se forte, emprestou-lhe suas asas, porque ela antes, já fizera isto com ele, num dia não muito distante daquele ....

foto retirado do Google images
Texto: Vera Alvarenga  

Compartilhe com...